28.º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DO PORTO

28.º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DO PORTO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

REAL DE COIMBRA CELEBRA ANIVERSÁRIO DA FUNDAÇÃO DE PORTUGAL

 
 
QUARTA-FEIRA, DIA 5 DE OUTUBRO PELAS 11H30
MISSA NA IGREJA DO MOSTEIRO DE SANTA CRUZ
 





MENSAGEM DO PRESIDENTE DA JMP APÓS A ACADEMIA DE VERÃO


Tive a oportunidade de participar na I Academia de Verão da JMP, realizada nos dias 16, 17 e 18 de Setembro.

A primeira palavra que me sai da boca é "obrigado".

Obrigado a todos os que participaram, mas principalmente a todos os que estiveram envolvidos na organização. Este tipo de eventos são feitos dos mais pequenos detalhes, aqueles que não vemos, e que têm como obreiras aquelas "formigas" silenciosas, mas implacáveis no trabalho a cumprir.

Obrigado por terem acreditado na JMP. Para uma organização recente e com poucos fundos, este evento foi um estrondoso sucesso digno de qualquer instituição endinheirada. Por isso mesmo volto a referir as "formigas": vocês construíram esta casa.

Obrigado por acreditarem em Portugal. Não naquele Portugal que muda conforma as conveniências de alguns, mas aquele Portugal de todos, que todos acolhe e protege. O Portugal humanista, do centro do mundo, do sorriso rasgado e da saudade que amarra.

Obrigado por lutarem pelo Rei deste Portugal, Rei de todos os portugueses, em república ou monarquia, Rei que não se vende e que serve todos sem excepção.

Obrigado por se ultrapassarem, por recusarem as mentiras tão propagadas entre os jovens e acreditarem que vale a pena sair do sofá e lutar por um Portugal maior.

Obrigado por fazerem com que acabe o meu mandato como Presidente da JMP, com um sorriso desmedido e um coração já apertado de saudade e agradecimento. Tudo o que fiz foi por Vós, por acreditar nos jovens de Portugal. Obrigado por tudo o que me deram e por fazerem de mim o homem que sou hoje.

E obrigado a Nosso Senhor por me ter dado a oportunidade de servir gente desta garra invencível.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

XXII CONGRESSO DA CAUSA REAL, 15 DE OUTUBRO NO MUSEU DE AVEIRO


ENTRADA LIVRE(*)

Obs: O Jantar Comemorativo realizar-se-á na belíssima Sala de Exposições do Museu de Aveiro com um custo de 35€/pessoa. As inscrições são obrigatoriamente antecipadas e devem ser feitas para o email realbeiralitoral@gmail.com acompanhadas do comprovativo de pagamento para o IBAN - PT50 0045 3222 4016 8657 4473 6 (Fábio Reis Fernandes).

(*) Excepto a parte da manhã (reservada aos congressistas) e o Jantar (carece de inscrição)
 
XXII Congresso da Causa Real
Museu de Aveiro, 15 de Outubro de 2016
 
Informações para as Reais Associações/Congressistas
 
A.      Programa:
9h30 – Credenciação do Congressistas
10h00 - Inicio dos trabalhos
  
1.      Análise discussão e votação do Relatório de Actividades e Contas relativo ao ano de 2015;
2.      Ponto de situação actual do Movimento. Execução da Moção de Estratégia aprovada;
3.      Eleição de um membro da Comissão Executiva da Direcção com nova reconfiguração dos cargos de Secretário-Geral e Tesoureiro da Direcção;
 
13h00 – Almoço do Congresso no Hotel Imperial (em frente ao Museu)
 
15h00 – Recomeço dos trabalhos 
Debate Público – “Modelos e Regimes Constitucionais nos 40 Anos da Constituição Portuguesa”; 
17h30 - Sessão de Conclusões e Encerramento. 
Depois do Encerramento do Congresso será promovida uma visita ao Museu, seguida de um momento cultural e, às 20h30 um Jantar Comemorativo do XXII Congresso, com a presença de Sua Alteza Real o Duque de Bragança. O Jantar realiza-se na belíssima Sala de Exposições do Museu.
 
B.      Participação e Custos:
A participação no Congresso que inclui o almoço no Hotel Imperial tem um custo individual de 30 euros. Os termos de participação das Reais Associações são as estabelecidas nos Estatutos e Regulamento Eleitoral. Os membros da Juventude Monárquica têm um desconto especial e devem consultar a direcção da JMP.
Cada Real Associação deve fazer previamente o pagamento dos seus delegados ao Congresso para o IBAN - PT50 0045 3222 4016 8657 4473 6 (Fábio Reis Fernandes);
 
C.      Hotel Oficial
O Hotel Oficial é o Hotel Imperial. Os custos negociados com a Organização são de 40€ por noite em quarto single e de 60€ por noite em quarto duplo. As reservas devem ser feitas directamente para o Hotel referindo a participação no XXII Congresso da Causa Real. 
 
D.     Jantar Comemorativo
O Jantar comemorativo que terá diversos conteúdos culturais e a presença de Sua Alteza Real o Duque de Bragança tem um custo unitário de 35 euros. Muito agradecemos a antecipada inscrição no jantar que deve ser feita para a Comissão Organizadora do Congresso a Cargo da Real Associação da Beira Litoral (realbeiralitoral@gmail.pt; Rua Jorge Colaço, 63, 3880-297 Ovar; tel. 932 467 387)
 
E.      Observadores e Acompanhantes
Os Observadores podem assistir nos termos regulamentares ao Congresso em toda a parte da manhã. Dado que na parte da tarde a sessão é pública o nº de Observadores apenas tem como limite a capacidade da sala.
 
Para os acompanhantes que não sejam observadores está a ser preparado um Programa paralelo. Pedimos a todas as Reais Associações que com a maior antecedência possível nos dêem nota do nº de delegados, observadores e acompanhantes que estarão presentes. 
 
Com as mais cordiais saudações monárquicas 
 
António de Souza-Cardoso


 

S.A.R. O SENHOR DOM AFONSO DE SANTA MARIA ESTEVE EM FILADÉLFIA

S.A.R. o Príncipe da Beira, Dom Afonso Santa Maria de Bragança, na Investidura de Damas e Cavaleiros da Casa Real portuguesa.
Filadélfia, EUA, 24 de Setembro de 2016

S.A.R. o Príncipe da Beira, Dom Afonso Santa Maria de Bragança, na Wine Cellar of the Union League Club de Filadélfia, EUA.

ANTERO DE QUENTAL SOBRE OS REPUBLICANOS PORTUGUESES DO SEC. XIX



‘Mas que republicanos! É um partido de lojistas, capitaneado por bacharéis pífios ou tolos. É quanto basta para se lhe tirar o horóscopo. Duma tal república só há-de sair a anarquia e a fome!’

- Antero de Quental sobre os republicanos portugueses do séc. XIX


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

27 DE SETEMBRO DE 1910 - D. MANUEL II NO BUÇACO


27 de Setembro de 1910 – D. Manuel II no Buçaco

Integrada nas comemorações do Centenário da Guerra Peninsular, a 27 de Setembro de 1910, Sua Majestade Fidelíssima El-Rei Dom Manuel II de Portugal assistiu, acompanhado do 4.º Duque de Wellington, à cerimónia do 1.º Centenário da Batalha do Buçaco, onde havia 100 anos Lorde Arthur Wesley (que depois mudou para Wellesley), 1.º Duque de Wellington, 1º Marquês Douro (Douro, era o nome com que era aclamado em campanha pelas tropas da aliança luso-britânica e é o título usado pelo herdeiro do título de Duque de Wellington), e com os títulos portugueses de 1.º Duque da Vitória, 1.º Marquês de Torres Vedras e 1.º Conde do Vimeiro, havia derrotados as tropas napoleónicas durante as Invasões Francesas.

Enquanto Dom Manuel II vestia grande uniforme de Marechal-General do Exército – posto privatístico do Rei de Portugal -, Lorde Arthur Wellesley trajava o característico uniforme de coronel-em-chefe dos British Royal Foot Guards Reserve Regiment, com o reconhecível capacete alto de pelo de urso.

Recorde-se que a aliança entre Portugal e a Inglaterra, que perdura até aos dias de hoje, remonta ao ano 1386 data em que foi assinado o Tratado de Windsor, aliança consolidada em 1387 pelo casamento do Rei D. João I de Portugal com a Princesa Inglesa Dona Filipa de Lencastre (Lady Phillippa of Lancaster), filha de John Gant, Duque de Lancaster, e neta do então monarca inglês Eduardo III, de cujo consórcio matrimonial nasceria a Ínclita Geração.

Miguel Villas-Boas - Plataforma de Cidadania Monárquica

3º DIA DA ACADEMIA DE VERÃO DA JMP - JUVENTUDE MONÁRQUICA PORTUGUESA



Domingo, dia 18 de Setembro de 2016

Introdução ao tema "O Rei e o Povo" - pelo Dr. Nuno Pombo. A meio da manhã tivemos a presença do Reverendíssimo Pe Gonçalo Portocarrero de Almada que nos falou sobre "O Rei e a gratuitidade de serviço". Pelas 12 horas tivemos a Sessão de encerramento e entrega dos diplomas aos jovens participantes. Após o Almoço tivemos a presença do Dr. David Fernandes que nos fez uma visita guiada à Quinta da Subserra.























terça-feira, 27 de setembro de 2016

DUQUE DE BRAGANÇA PADRINHO DE BAPTISMO DE CARLOS DE BOURBON-PARMA


S.A.R. Dom Duarte Pio de Bragança padrino di battesimo di S.A.R. il Principe Carlo Enrico Leonardo di Borbone Parma unitamente a Sua Maestà il Re dei Paesi Bassi Guglielmo Alessandro. 

172737908-e3b34acf-39f0-4b1b-be25-71217514c6c4

Parma, 25 settembre 2016.

Sua Altezza Reale il Principe Carlo Enrico Leonardo di Borbone Parma è stato battezzato a Parma. E per l’occasione è arrivato in città ospite il re d’Olanda Willem-Alexander e la moglie Maxima Zorreguieta. Prima tappa una veloce colazione a T-Palazzo dove ad accogliere Willem-Alexander c’era Guido Dalla Rosa Prati. Poi la cerimonia ha avuto luogo nella cattedrale del Duomo celebrata dal vescovo monsignor Enrico Solmi. Le Loro Altezze Reali il Duca e la Duchessa di Parma e Piacenza hanno scelto Parma come luogo per il Battesimo del Loro terzogenito per il valore storico e simbolico che la città dell’antico ducato riveste da diversi secoli per la Famiglia Ducale. Il principe Carlo Enrico è primo in linea alla successione del padre come Duca di Parma e Piacenza e Capo della Real Casa di Borbone Parma. Il principe Carlo Enrico ha cinque padrini. Sua Maestà il Re dei Paesi Bassi Guglielmo Alessandro, Sua Altezza Reale Dom Duarte Pio, Duca di Bragança, Sua Altezza Reale la Principessa Maria de las Nieves di Borbone Parma, Javier Lubelza Roca e Lodovico Gualthérie van Weezel. L’abito di battesimo del Principe è un antico abito di famiglia del 19° secolo. Una spilla a forma di colomba, di proprietà dei Oranje Nassau, la famiglia Reale dei Paesi Bassi, attaccata sull‘abito battesimale, rappresenta lo Spirito Santo. Sua Altezza Reale il Duca di Parma e Piacenza ha conferito a suo figlio il titolo di Principe di Piacenza: titolo tradizionale che viene assegnato al principe ereditario della Casa di Borbone Parma, continuatore della Dinastia, e futuro duca di Parma,Piacenza e Stati annessi.

172737879-9dba7cc3-061f-4a3d-959a-222a4024dd44
.i                                                  t
Parma: in Duomo il battesimo di un Borbone

CRISTENING PRINS CARLOS DE BOURBON DE PARME


Prince Carlos Enrico Leonardo of Bourbon-Parma, son and heir of the Duke of Parma, has been baptised this Sunday in the Cathedral of Parma. The ceremony was held by the Bishop of Parma, Mgr. Enrico Solmi. The choir of the university of Parma sang among others ‘Verleih uns Frieden” of F. Mendelssohn Bartholdy.
The little prince was carried into the church by one of his godfathers, King Willem-Alexander of the Netherlands. The other godparents were made up by the Duke of Bragança, head of the Portuguese royal family, Lodewijk Gualtherie van Weezel, maternal uncle of the little prince, Princess Maria des Neiges of Bourbon-Parma, a great-aunt and Javier Lubelza Roca. During the ceremony all his godparents expressed a wish for the the life of prince Carlos.

Apart from the godparents, the ceremony was attended by several royals, among them Queen Máxima and her daughters, Princess Irene of The Netherlands, Prince Jaime and Princess Margarita of Bourbon-Parma and families. Princess Carolina attended the ceremony without husband or children. Also present were princesses Cecilia and Maria Theresa of Borbon-Parma and Prince Charles-Henri Lobcovicz.
The prince was baptised in the same gown as his sisters Luisa and Cecilia, his mother Duchess Annemarie and his maternal grandmother. The gown dates back to the 19th century. His great-great grandfather dr. J. Th. de Visser (1857), minister of Education and minister of State, was also baptised in it.


The Royal Forums - 25 de Setembro de 2016